• Áreas Clínicas
Áreas Clínicas
Unidade de Hemato-oncologia
Fundação Champalimaud

Unidades Multidisciplinares de Patologia

Unidade de Hemato-oncologia

No universo da Oncologia moderna, o tratamento de neoplasias hematológicas tem sido, desde há várias décadas, pioneiro na introdução de novas modalidades de tratamento no controlo eficaz da progressão de diversos tipos de cancros hematológicos, tanto formas agudas de leucemia, como doenças de evolução mais crónica, como muitos linfomas e mielomas. A Hemato-oncologia é efetivamente das áreas oncológicas com maior taxa de sucesso na cura definitiva de um número muito significativo de doentes e, também, na manutenção de remissões prolongadas com aumento da sobrevivência global.

Unidade de Hemato-oncologia

Patologia

Controlar a doença com eficácia e sem efeitos secundários, para garantir a qualidade de vida

Em 2014 foi criada a Unidade de Hemato-oncologia (UHO) cuja equipa é agora composta por quatro especialistas de Hematologia, com experiência consolidada no domínio das doenças neoplásicas do sangue.

Todos os elementos partilham de um forte interesse pela investigação clínica e experimental, sendo dois graduados com grau de consultor e com diferenciação académica obtida em Universidades portuguesas (teses de PhD).

A unidade multidisciplinar integra ainda duas enfermeiras especialistas, uma coordenadora de ensaios clínicos e uma gestora de doentes. Assim como as outras Unidades do CCC, a sua atividade clínica regular incorpora as decisões validadas pelas reuniões multidisciplinares semanais, que integram também especialistas de imagem (Radiologia e Medicina Nuclear), de anatomia patológica, de radioncologia e de psicologia clínica.

A Unidade, que oferece um serviço de qualidade referencial, está essencialmente vocacionada para o diagnóstico e tratamento de doenças hemato-oncológicas não agudas — tendo em conta as características do Centro Clínico e as suas capacidades de intervenção em ambulatório — e tem como alvo as doenças linfoproliferativas crónicas (linfomas) e as neoplasias plasmocitárias (mieloma múltiplo).

Hemato-oncologia

É fundamental que os médicos transfiram para a sua prática clínica toda a informação que hoje está disponível em termos de estudos e ensaios clínicos.

Prof. Doutor Paulo Lúcio, Diretor da Unidade de Hemato-Oncologia, in myHematologia

Unidade de Hemato-oncologia

Diagnóstico e tratamento

Unidade de Hemato-oncologia - Diagnóstico e tratamento

Uma área em constante evolução

Também nos casos das doenças hemato-oncológicas o diagnóstico precoce pode influenciar as repercussões da doença. A generalização das análises de rotina desempenhou um papel fundamental na deteção da doença hemato-oncológica em estágios iniciais, já que os sintomas associados são normalmente genéricos e comuns a outras patologias. Na última década houve uma evolução enorme nos tratamentos e os prognósticos são atualmente muito mais animadores do que eram então.

Sendo a Hematologia Oncológica das áreas com maior número de novos fármacos aprovados nos últimos 5 anos, a Unidade tem como objetivo proporcionar ao seus doentes, sempre que possível, o acesso a tratamentos inovadores através de ensaios clínicos, na sua maioria multicêntricos e cooperativos. Em casos de doentes que possam beneficiar do recurso a medicamentos que, estando aprovados, não tenham ainda sido introduzidos no mercado, é explorada a potencial existência de programas de acesso antecipado.

O programa de quimioterapia intensiva com suporte autólogo através da transplantação de progenitores hematopoiéticos é outra das modalidade de tratamento disponibilizada no Centro Clínico, justificada pelo aumento do número de doentes com Mieloma Múltiplo ou Linfomas que recorrem ao CCC para realizarem os seus tratamentos.

Unidade de Hemato-oncologia

Investigação Clínica

Trazer a investigação para a clínica

A área de investigação da Unidade reparte-se pelo desenvolvimento de ensaios clínicos e pelo trabalho de natureza mais experimental, em colaborações consistentes com diversos grupos de investigação do Programa de Biologia dos Sistemas e Metástases (BSM), estando em curso vários projetos de investigação, ensaios clínicos e estudos observacionais, internos e colaborativos, nomeadamente na área dos mecanismos de progressão do Mieloma Múltiplo.

Os principais objetivos do plano de investigação da unidade são o de aperfeiçoar o diagnóstico e a caracterização imunofenotípica e molecular de variedades distintas destas patologias, proceder ao estudo dos padrões da resposta terapêutica a agentes imunomoduladores e quantificar com grande rigor a doença mínima residual, cujas repercussões de natureza biológica e clínica são ainda parcialmente desconhecidas.

Unidade de Hemato-oncologia - Investigação Clínica

Unidade de Hemato-oncologia

A equipa

Conheça a nossa equipa

A equipa da Unidade de Hemato-oncologia baseia a sua atuação na disponibilização das mais recentes opções de tratamento, assente num esforço colaborativo e de aprendizagem constante para melhorar não apenas os cuidados prestados no dia a dia, mas essencialmente os resultados clínicos alcançados a médio e longo prazo.

Paulo Lúcio, Diretor, Méd., PhD

Hemato-Oncologia

Ângela Castro Lopes, Méd.

Medicina Nuclear

António Lopes Beltran

António Lopes Beltran, Méd., PhD

Anatomia Patológica

António Galzerano

António Galzerano, Méd.

Anatomia Patológica

Beatriz Nunes

Beatriz Nunes, Méd.

Radioncologia

Cristina João, Méd., PhD

Hemato-Oncologia

Joana Ip

Joana Ip, Méd.

Radiologia

Jaime Gracio

Jaime Gracio, MSC, PhD

Psicologia Clínica/Psicoterapia

Joana Castanheira, Méd.

Medicina Nuclear

João Lourenço

João Lourenço, Méd.

Radiologia

Laura Fernandes

Enfermeira

Manuel Neves

Manuel Neves, Méd.

Hemato-Oncologia

Maria Almeida

Gestão de Doentes

Marisa Salgado

Enfermeira

Marta Carriço

Marta Carriço

Nutrição

Sofia Vaz, Méd.

Medicina Nuclear

Sérgio Castedo, Méd., PhD

Genética

Sónia Leocádio

Sónia Leocádio, Méd.

Hemato-Oncologia

Teresa Drummond Borges

Enfermeira

Loading
Por favor aguarde...